Arquivo de Vila Franca de Xira

Maratona do Porto 2017 – 14ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , on 19 de Outubro de 2017 by José Pedro

Alhadra VFX

Treino 54 (Terça, 10 de Outubro): 10 km – 58:06 min.

Depois do desgaste sofrido no domingo, este treino queria-se mais suave e de preferência num ritmo certo. Depois do aquecimento tentei meter o ritmo de maratona mas estava difícil. Sentia as pernas cansadas e fui obrigado a dar um pequeno esticão para conseguir chegar ao ritmo pretendido. O resto do treino já foi feito de uma forma mais tranquila.

Treino 55 (Quarta, 11 de Outubro): 9 km – 56:26 min.

Num treino de recuperação pretende-se ritmos baixos, mas o corpo queria mais. Tive que por várias vezes o travão para manter-me dentro do objectivo.

Treino 56 (Quinta, 12 de Outubro): 3 x 3 km c/ 3 min. rec. (13 km) – 1:12:58 h

Este dia foi dedicado a séries longas onde era pretendido meter um ritmo um pouco mais vivo que o da maratona e de preferência que fosse homogéneo. Tendo em conta o desgaste da semana anterior as pernas até reagiram bem e consegui cumprir com os meus objectivos (5:16 / 5:11 / 5:15 min./km).

Treino 57 (Sexta, 13 de Outubro): 13 km – 1:20:31 h

Mais uma vez o treino de recuperação teve momentos em que as pernas pediam mais do que pretendia. Dei um pouco mais liberdade que o anterior treino de recuperação, mas assim que cheguei a um ritmo já rápido para o tipo de treino que tinha em mente tive que controlar para não cair em exageros.

Treino 58 (Domingo, 15 de Outubro: 16 km – 1:30:57 h

Foi dia de treino longo, mas bastante curto comparando com os últimos treinos de domingo. Depois do aquecimento deixei o corpo comandar as pernas e após alguns quilómetros já estava no ritmo pretendido. Fiz todo o treino de uma forma descontraída e só no ultimo quilometro estiquei um pouco o ritmo para desprender as pernas.

 

Anúncios

Corrida das Lezírias 2016 – Estreia.

Posted in 2015 / 2016, As minhas corridas, Uncategorized with tags , , on 7 de Março de 2016 by José Pedro

 

CorridaLezírias2016

CorridaLezírias2016-1

Depois de muitos anos a ouvir falar da ” Corrida das Lezírias ” e por diversos motivos nunca ter participado, resolvi que seria em 2016 a minha estreia.

Não conhecendo o percurso tentei saber através de amigos corredores quais seriam as principais dificuldades e qual seria a melhor maneira de gerir o esforço durante a prova. Todos salientaram que a subida de ponte era a principal dificuldade e que o resto do percurso era plano sem dificuldades de maior. Depois descobri por experiência própria que não era assim tão simples.

Tentei sair calmante, evitando sempre que possível o tentador zig-zag por entre atletas mais lentos e tomando precaução em relação ao piso de paralelos. Enfrentei a subida da ponte com um ritmo certinho e na descida tentei embalar um pouco e apanhar um ritmo mais vivo. Assim que saímos da ponte entramos logo nas Lezírias Ribatejanas. O piso macio, ligeiramente a descer facilitava os ritmos mais vivos e deixei-me embalar por breves instantes até me aperceber que o melhor seria conter-me um pouco.

5 km – 24:39 min.

Vinha bastante confortável no meu ritmo, mas o piso a partir dos sexto quilómetro começou a mudar. Os corredores começaram a procurar as zonas sem pedras no trilho e que levou a uma diminuição do ritmo, dificultava as ultrapassagens e tínhamos que ter os olhos fixos no chão. Com o passar dos quilómetros o piso foi ficando mais deteriorado com marcas dos animais que passam na zona. A maioria dos atletas optou por seguir nos trilhos feitos pelos carros e naturalmente formamos uma longa fila indiana. Deixei-me ir ao ritmo dos companheiros da frente, não tirando os olhos do chão para não correr riscos de por uma pé mal posto.

10 kms – 49:36 min.

O piso gradualmente foi melhorando, mas continuava a obrigar a ir em fila indiana. Tentei aproveitar bem o abastecimento dos 11,5 quilómetros para recuperar forças, mas quando tive que enfrentar novamente a subida da ponte tive que me por em ” piloto automático ” e deixar-me ir. A subida foi dura e quando apareceu a descida respirei fundo, recuperei forças para tentar meter novamente um ritmo mais vivo. Esse objectivo foi alcançado até aparecer novamente os paralelos. Sendo o meu ponto fraco, baixei novamente o ritmo e ia fazendo uma gestão do esforço conforme tinha o piso mais ou menos regular.

15 kms – 1:16:22 h.

Sendo os últimos 500 metros em piso regular, aproveitei para num derradeiro esforço dar um pouco mais de mim e terminar a prova em grande.

Tempo Real: 1:18:15 h

Tempo Oficial: 1:19:09 h.

CorridaLezírias

Gostei imenso da prova, bom ambiente, percurso interessante e bem organizada. Só tive pena de o piso ser bastante irregular na Lezíria o que não permitia usufruir da paisagem como ela merecia.

Captura de Ecrã (8)

Fotos: aminhacorrida.com

 

Estreias…

Posted in 2015 / 2016, Calendário de Corridas, Uncategorized with tags , , , , , , on 19 de Janeiro de 2016 by José Pedro

 

Existem corridas que sempre me chamaram a atenção, seja pelo local, pelo percurso, pela tradição mas que nunca tive a prazer de participar pelos mais variados motivos. Esta época resolvi mudar uma pouco e vou dar prioridade a algumas corridas que ficaram sempre para trás e que quero acrescentar ao meu curriculum desportivo e as primeiras contempladas são:

  • Corrida das Lezírias: sempre me chamou a atenção por muitos atletas falarem muito bem do percurso, sendo uma parte na Lezíria Ribatejana e ser uma corrida com tradição.CorridaLezirias
  • Corrida dos Sinos: sempre ouvi falar do seu percurso duro, do magnífico ambiente à volta da corrida e do troféu original oferecido aos atletas que terminam a prova. Este ano quero um ” Sino ” para a minha colecção.corridaSinos2016