Arquivo de treinos

Treino para a Maratona do Porto: 17ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , on 28 de Novembro de 2017 by José Pedro

240_F_107484412_OlkEw8Fzo4im5GwQFiS5q1q7ancEuuP8

Semana 17 – Treino 69 (Terça, 31 de Outubro): 8 x 2 min c/ 2 min. rec. (8 km): 48:21 min.

Foi um treino só para esticar as pernas. Durante os sprints tentei não puxar muito e tentei ser o mais consistente possível (5:10 / 5:02 / 4:58 / 4:55 / 4:52 / 4:48 /4:48 / 4:36 min/km). Mesmo tentando por um travão, o corpo estava sempre a pedir mais e foi difícil de controlar.

Semana 17 – Treino 70 (Quarta, 01 de Novembro): 7 km: 46:01 min.

Mais um treino em ritmo de recuperação. No final quatro acelerações para despertar um pouco as pernas.

Domingo é dia da Maratona.

Treino para a Maratona do Porto 2017 – 15ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , on 25 de Outubro de 2017 by José Pedro

Maratona Porto - kms

Semana 15 – Treino 59 (Terça, 17 de Outubro): 10 km – 56:48 min.

O treino de hoje era fácil em termos de distância como de objectivos. Logo após o aquecimento pus o ritmo de maratona sem grandes problemas e assim fui até ao fim do treino.

Semana 15 – Treino 60(Quarta, 18 de Outubro): 9 km – 57:23 min.

Dia de treino lento e assim foi. A meio do treino tive que por travões que o corpo sentia-se bem e queria mais acção.

Semana 15 – Treino 61(Quinta, 19 de Outubro): 3 x 3 km c/ 3 min. rec. (13 km) – 1:11:55 h.

Mais um treino de séries longas em que o objectivo seria meter um ritmo um pouco mais rápido do que o ritmo de maratona. Depois de um bom aquecimento iniciei as séries ao ritmo desejado sem grandes problemas, apenas notei que a segunda série foi demasiado rápida e na ultima tentei controlar mais a tentação de correr mais rápido (5:10 / 5:04 / 5:13 min./km).

Semana 15 – Treino 62(Sexta, 20 de Outubro): 13 km – 1:21:14 h.

Mais um treino de recuperação feito em ritmo lento e mais uma vez tive que por travões a meio do treino. Numa semana menos desgastante as pernas querem “voar”.

Semana 16 – Treino 63(Domingo, 22 de Outubro): 23 km – 2:08:49 h

Domingo foi mais uma vez dia de treino longo. Após o aquecimento o ritmo foi subindo gradualmente até me sentir confortável e estável. A única dificuldade foi o vento contrário que apanhei nos últimos seis quilómetros, mas assim que me adaptei a essa dificuldade o ritmo voltou ao normal.

Treino para a Maratona do Porto 2017 – 13ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , on 11 de Outubro de 2017 by José Pedro

Mira

Semana 13 – Treino 49 (Terça, 3 de Outubro): 17,5 km – 1:39:36 h

Iniciei a semana com um treino com o objetivo de tentar fazer o máximo de quilómetros a ritmo da maratona. Depois do aquecimento e de alguns quilómetros de sobe e desce, forcei um pouco o ritmo até chegar onde pretendia. O treino foi decorrendo sem grande dificuldades e no ritmo pretendido.

Semana 13 – Treino 50 (Quarta, 4 de Outubro): 9 km – 58:12 min.

Como se pretende, num treino de recuperação a um ritmo lento, deixei-me ir em modo relaxante durante todo o treino.

Semana 13 – Treino 51 (Quinta, 5 de Outubro): 14 km – 1:20:00 h

Mais um treino em que o ritmo da maratona iria comandar o meu pensamento durante todo o tempo. O corpo estava solto e rapidamente cheguei ao ritmo pretendido. No final do treino para as pernas não ficarem mal habituadas a um só ritmo, dei cinco esticões de 100 metros para “acordar” as pernas.

Semana 13 – Treino 52 (Sexta, 6 de Outubro): 9 km – 58:25 min.

Já a pensar no grande treino de domingo fiz um treino lento e bastante controlado.

Semana 13 – Treino 53 (Domingo, 8 de Outubro): 32 km – 2:58:40 h

Encarei este treino como o treino antes da maratona. Preparei-me como se fosse o dia da prova em termos de equipamento, alimentação, hidratação e estratégia. Sendo o treino fora da minha zona habitual, sabia que os imprevistos podiam acontecer e tive sempre que transportar o necessário para manter a minha hidratação. Comecei o treino de uma forma lenta. Aos poucos o ritmo foi aumentando naturalmente e sempre sem sentir grande esforço. A primeira metade do treino foi feita em 1:31:26 horas sem grandes complicações. Mesmo tentando manter o ritmo senti que ia aos poucos e poucos aumentando, quase de uma forma imperceptível. Quando cheguei aos 24 quilómetros apanhei um pequeno susto. Depois de uma pequena paragem para me alimentar e hidratar as pernas ficaram um pouco presas. Não forcei e deixei-me ir de uma forma natural, conseguindo recuperar bem. Aos 28 quilómetros apanhei uma ligeira subida de dois quilómetros e para tentar controlar o esforço meti um ritmo certo, mas mesmo assim senti que o desgaste estava a ser maior do que pretendia. Por breves momentos fiquei um pouco preocupado até que percebi que o mesmo se devia a ter conseguido manter o ritmo mesmo em subida. Assim que terminou a subida senti o corpo a disparar por não ter a dificuldade anterior. Sabendo que faltavam poucos quilómetros para o fim do treino, deixei-me ir e terminei  o treino num ritmo bastante vivo. Fiz uma segunda metade do treino em 1:27:14 horas e tudo o que foi testado correu dentro do previsto. Agora é descansar treinando, alimentar-me, hidratar-me bem e esperar que o dia da maratona chegue!

Treino para a Maratona do Porto 2017 – 12ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , on 3 de Outubro de 2017 by José Pedro

 

Lisboa - Parque das NaçõesSemana 12 – Treino 44 (Terça, 26 de Setembro): 6 x 1,5 km c/ 60 seg. rec. (12,7 km) – 1:09:28 h

Para iniciar bem a semana nada melhor que umas  séries bem puxadinhas. Depois do aquecimento tentei andar nos ritmos perto dos que faço nos 10 kms (5:00, 4:52, 4:55, 4:57 4:51, 4:55 min/km) e tentar recuperar o melhor possível no pouco tempo que tinha de recuperação. Mesmo sentindo as pernas desgastadas da semana anterior o treino correu bem e senti-me sempre com forças para manter-me minimamente dentro do plano.

Semana 12 – Treino 45 (Quarta, 27 de Setembro): 9 km – 58:49 min.

Este treino foi para recuperar do desgaste do anterior, senti as pernas um pouco pesadas e deixei-me ir em ritmo de passeio.

Semana 12 – Treino 46 (Quinta, 28 de Setembro): 2 x 6.5 km c/ 5 min. rec. (16 km) – 1:31:12 h

Este dia foi dedicado às séries longas em que levei na mente ser um pouco mais rápido que o ritmo que tenho na ideia para empregar na maratona. Tentei aquecer bem e na primeira série (5:20 min./km) o ritmo foi sempre em crescente, bastante controlado e sem grande esforço. Na segunda série já foi bastante diferente (5:27 min/km). Logo de inicio comecei a sentir alguma dificuldade em manter o ritmo certo e com o decorrer do tempo as dificuldades foram sendo cada vez maiores. Penso que neste treino senti bastante o desgaste dos últimos treinos.

Semana 12 – Treino 47 (Sexta, 29 de Setembro): 12 km – 1:16:29 h

Já a pensar no próximo treino longo, tentei fazer este treino de recuperação ainda mais controlado e assim ter o menor desgaste possível.

Semana 12 – Treino 48 (Domingo, 01 de Outubro): 23 km – 2:09:22 h

Mesmo o treino sendo mais curto que o ultimo anterior, tentei seguir a mesma estratégia já que tinha resultado tão bem. Logo no inicio do treino senti que as pernas estavam um pouco presas e como no treino longo anterior tive que dar um “esticão” para ver se as soltava. A reacção foi quase imediata e o ritmo aumentou progressivamente até estabilizar de uma forma natural. Foram bastante os quilómetros feitos em ritmo certinho, até que numa parte do percurso notei que o esforço tinha aumentado devido ao forte vento que apanhei. Assim que deixei de ter essa dificuldade o corpo disparou para uns dois últimos quilómetros feitos em ritmo bastante rápido para o que estava planeado.

Treino para a Maratona do Porto 2017 – 11ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , , on 27 de Setembro de 2017 by José Pedro

21764971_1504805286208810_8129289533913808798_n

Semana 11 – Treino 39 (Terça, 19 de setembro): 10 x 1 km c/ 30 seg. Rec. (13,6 km) – 1:13:36 h

Depois da semana de recuperação voltei aos treinos a puxar. O desafio era grande e tinha em mente ser consistente, andar perto do ritmo dos 10 km e gerir bem o esforço já que o tempo de recuperação era curto. Aguentei-me bem até à sétima série (4:57, 4:54, 4:46, 4:51, 4:54, 4:57, 4:53, 5:00, 5:01, 4:59 min/km) e as ultimas três já foram feitas com algum esforço suplementar.

Semana 11 – Treino 40 (Quarta, 20 de setembro): 9 km – 58:57 min.

Depois da tareia do dia anterior o treino de recuperação foi bastante lento. O corpo pedia descanso e assim foi!

Semana 11 – Treino 41 (Quinta, 21 de Setembro): 3 x 3 km c/ 3 min. rec. (12,8 km) – 1:11:36 h

Depois do habitual aquecimento iniciei mais um treino de séries longas. Tentei rondas o meu ritmo da meia-maratona e se no primeiro senti o corpo um pouco preguiçoso, já nos seguintes o objectivo foi alcançado sem grandes problemas (5:15, 5:02, 5:02 min./km) e com bastante consistência.

Semana 11 – Treino 42 (Sexta, 22 de Setembro): 5,35 km – 34:05 min.

Este treino de recuperação era para ser de 13 km, mas por motivos pessoais tal não foi possível e optei por apenas esticar as pernas em ritmo muito lento.

Semana 11 – Treino 43 (Domingo, 24 de setembro): 29 km – 2:41:48 h

Depois de o ultimo super treino longo não ter corrido como desejava, pensei em rectificar a estratégia e verificar se o resultado seria diferente. Às 7 da manhã já estava pronto para meter as pernas ao caminho. Iniciei com um bom aquecimento em ritmo muito lento e notei com o passar dos quilómetros as pernas estavam um pouco presas. Resolvi aos 8 km dar um pequeno esticão e a reacção do corpo foi bastante positiva. O ritmo foi aumentando progressivamente e estabilizou onde me sentia bastante confortável.  Foram bastante quilómetros em ritmo estável, confortável e que o desgaste era minimizado. Terminei o treino em ritmo de maratona sem problemas e ainda com energia para mais caso fosse necessário.

Treino para a Maratona do Porto 2017 – 9ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , , , , , on 15 de Setembro de 2017 by José Pedro

Captura de Ecrã (209)

Semana 9 – Treino 30 (Quarta, 6 de Setembro): 5 x 1,5 km c/ 90 seg. rec.(11 km) – 1:03:12 h

Depois de sair do ultimo treino com algumas dores no pé direito, meti-me à estrada sem saber bem que tipo de treino iria fazer. Durante o aquecimento senti-me bem e resolvia arriscar no treino que tinha planeado que seriam séries longas. Tentei meter em cada série um ritmo confortável e de preferência que fosse muito próximo do ritmo dos 10 kms. Não consegui andar no ritmo que pretendia (5:09, 4:59, 5:01, 5:00, 5:00 min./km), mas fiquei bastante satisfeito por ter sido bastante consistente e por quase não sentir dores.

Semana 9 – Treino 31 (Quinta, 7 de Setembro): 10 km – 1:03:12 h

Dia calmo com treino de recuperação. Senti durante todo o treino o corpo a querer ritmos mais vivos, mas tive que controlar essa vontade e manter sempre o ritmo baixo.

Semana 9 – Treino 32 (Sexta, 8 de Setembro): 14,5 km – 1:22:48 h

Treino em que o ritmo da maratona seria o objectivo. Depois do aquecimento o ritmo foi aumentando naturalmente até chegar ao pretendido. Foi um pouco complicado manter estável devido ao desgaste acumulado e ao forte vento que se fazia sentir.

Semana 9 – Treino 33 (Domingo, 10 de Setembro): 29 km – 2:43:18 h

Depois do desgaste e das dores que senti no treino longo anterior, abordei este treino de uma forma bastante cautelosa. Depois do aquecimento o ritmo foi aumentando de uma forma gradual e consistente até chegar a um ritmo que fosse confortável e abaixo do que tinha feito em treinos longos anteriores. Mantive o andamento estável durante largos quilómetros e sempre que me apercebia que o corpo queria mais tentava sempre contrariar essa vontade. A partir do quilómetro 22 comecei a sentir algumas dificuldades, não só tive que lidar com o natural desgaste mas também com o vento que agora era contrário e com alguma força. Para manter o ritmo o esforço estava a ser superior e as pernas ressentiam-se por este trabalho extra. Aguentei-me até aos 27 quilómetros e nos últimos quilómetros optei por ir num ritmo mais moderado e controlar o desgaste. O treino até correu bem, só não contei com o vento que foi um “adversário” de respeito.

 

Treino para a Maratona do Porto – 8ª Semana

Posted in 2017 / 2018 with tags , , , on 5 de Setembro de 2017 by José Pedro

CaminhoSantiagoPortuguêsAlhandaVFXira6

Semana 8 – Treino 26 (Quarta, 30 de agosto): 16 x 400 mt c/ 30 seg. rec. (10,35 km) – 56 min.

Neste treino regressei às séries curtas. Tendo em conta que ia ser duro, fiz um bom aquecimento e de seguia iria tentar ser o mais consistente  possível em cada série. Tentei meter o ritmo das provas de 5 km (4:44, 4:49, 4:39, 4:43, 4:43, 4:39, 4:39, 4:36, 4:42, 4:37, 4:24, 4:35, 4:28, 4:33, 4:34, 4:38 min./km) na maioria das séries. Tive sempre a condicionante do piso que ia alterando e do vento forte que se fazia sentir, umas vezes a favor e outras contra. Foi um treino duro, mas que deu para perceber que a minha forma física está a no bom caminho.

Semana 8 – Treino 27 (Quinta, 31 de agosto): 10 km – 1:01:55 h

Depois da tareia do dia anterior, este treino queria-se calmo e em ritmo baixo. Tive que me controlar, mesmo em ritmo baixo foi mais rápido que o normal e sempre em contenção.

Semana 8 – Treino 28 (Sexta, 1 de setembro): 2 x 5 km c/ 3 min. rec. (13,5 km): 1:13:47 h

A seguir ao aquecimento iniciei o meu treino de séries longas. Tentei andar no ritmo de prova de 10 km ( 4:59, 5:05 min/km) mas foi muito complicado. Ainda consegui fazer alguns quilómetros dentro do previsto, mas o vento forte não me deixou fazer melhor e também não queria sofrer um desgaste desnecessário.

Semana 8 – Treino 29 (Domingo, 3 de setembro): 26 km – 2:23:45 h

Desde de 2013 que não fazia tantos quilómetros de uma só vez. Tentei ter uma abordagem cautelosa, mas estava a ser muito complicado. O corpo tinha sempre tendência a aumentar o ritmo e a minha cabeça sempre a por um travão. Houve uma altura que desisti desta luta e deixei o corpo mandar. Durante largos quilómetros andei entre os 5:20 e os 5:25 min./km sem grande esforço. À passagem do quilómetro 23 comecei a sentir algum desconforto no pé esquerdo. Parei durante algum tempo, fiz alguns alongamentos e continuei num ritmo mais moderado. Terminei o treino com dores, mesmo não sendo muito fortes incomodam e metem-me apreensivo ao que pode ser. Vou descansar o máximo possível, fazer os tratamentos tradicionais e esperar que as dores passem rapidamente.

Foto: https://wayofsaintjamescaminhodesantiago.blogspot.pt/

Treino para a Maratona do Porto 2017 – 5ª Semana

Posted in 2017 / 2018, Treino with tags , , , , , , on 24 de Agosto de 2017 by José Pedro

PARQUE_URBANO_E_QUINTA_MUNICIPAL_DA_PIEDADE_2_1_1024_2500

Semana 5 – Treino 15 (Terça, 8 de agosto): 10, 5 km – 1:02:16 h

Mais um treino em que o principal objectivo era rolar ao ritmo da maratona, depois de fazer o indispensável aquecimento. O corpo estava bastante ” preguiçoso ” e tive que me concentrar para conseguir o objectivo proposto. Para terminar o treino arranquei sete séries rápidas de 100 metros para as pernas não se acomodarem sempre ao mesmo ritmo.

Semana 5 – Treino 16 (Quarta, 9 de agosto): 7 km – 47:50 min.

Treino de recuperação muito lento em que a parte final foi feito em circuito de manutenção com o propósito de fazer reforço muscular.

Semana 5 – Treino 17 (Sexta, 11 de agosto): 11 km (3 x 2,5 km c/ 2 min. recuperação) – 1:01:37 min.

Este dia foi dedicado a séries longas! Depois do aquecimento tentei fazer três séries a um ritmo de prova da 10 quilómetros. Infelizmente o objectivo não foi alcançado. Na primeira série é normal não conseguir chegar ao ritmo pretendido, no inicio da série o corpo ainda está a adaptar-se ao ritmo e só no final é que está no ritmo certo. Nas seguintes tive alguma dificuldade principalmente na ultima série em que faltou alguma força e por enfrentar na maioria do percurso vento forte contrário. Também poderei estar mais lento tendo em conta de nas ultimas semanas os ritmos de treinos têm sido mais lentos. No próximo treino de séries longas tenho que rectificar diversas pormenores e tentar chegar aos tempos que pretendo.

Semana 5 – Treino 18 (Domingo, 13 de agosto): 21 km – 1:56:20 h

Às sete da manhã já estava no Parque das Nações pronto para iniciar o treino longo da semana. Depois do aquecimento fui aumentando o ritmo progressivamente até me sentir confortável e sem sofrer grande desgaste. Ao longo de largos quilómetros mantive um ritmo sempre constante e sem grande esforço. Quando cheguei aos últimos cinco quilómetros meti o ritmo de maratona até ao fim do treino. Neste treino longo fui mais consistente, o ritmo manteve-se bastante estável e quando quis acelerar um pouco no final não tive qualquer tipo de dificuldade.

Foto: CM Vila Franca de Xira

 

TomTom Spark – Aprovado… mas podia ser melhor!

Posted in 2015 / 2016, Gadgets, Uncategorized with tags , , on 15 de Janeiro de 2016 by José Pedro

TomTomSparks

Depois de algumas semanas de treinos em que testei todas as funcionalidades do TomTom Skark ( apenas no treino de corrida ), deu para notar que é um relógio desportivo bastante completo mas que ainda pode ser melhorado.

Tem uma bracelete bastante confortável e que se ajusta perfeitamente ao pulso. O visor é bastante generoso o que permite ler facilmente toda a informação disponível durante o exercício físico. Apanha em segundos os satélites e os menus são muito intuitivos para quem está no mundo das corridas à algum tempo.

É um relógio desportivo mas passa facilmente despercebido no seu uso fora das corridas. Também permite saber nas actividades normais do dia a dia quanto tempo tivemos em actividade, passos dados, calorias consumidas e distâncias percorridas.

Outra boa vantagem deste relógio é a sua grande autonomia, sendo uma das qualidades prioritárias principalmente para quem gosta de trails longos ou de maratonas.

O TomTom tem um site próprio para leitura de dados, mas também permite emparelhar com outro que já se esteja a usar. No meu caso emparelhei com o Endomondo e assim continuo a ter toda a informação num só site.

Onde não fiquei muito satisfeito, mas também pode ser apenas uma exigência pessoal foi nos programas de treinos de séries e TempoRun não se ter a percepção como está a correr esse tiro ( tanto em tempo como em distância ) dificultando assim a gestão deste tipo de treinos.

No geral pode-se dizer que é um bom companheiro de treinos e de corridas!

Assim vale a pena…treinar!

Posted in 2015 / 2016, Desabafos with tags , , , on 15 de Outubro de 2015 by José Pedro

Na semana que vai decorrer a Maratona de Lisboa voltei a treinar no local onde fiz muitos dos meus treinos longos para a minha primeira maratona.

Fazia alguns quilómetros no Estádio Nacional como aquecimento, ia em direcção à marginal e seguia ao longo do rio Tejo até Carcavelos. Depois voltava ao Estádio Nacional para terminar o treino.

Mesmo fazendo este percurso durante semanas seguidas ao domingo, nunca me fartava dele. Todos os dias a paisagem variava e a dinâmica natural à volta do rio é algo que me fascina.

É um dos locais perto de Lisboa que vale a pena treinar principalmente quando temos que meter muitos quilómetros nas pernas.