Arquivo de Alfornelos

5 a 11 de Setembro de 2011 – 4 treinos

Posted in 2011/2012 with tags , , , on 13 de Setembro de 2011 by José Pedro

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dia 6 – 5 km

Depois do exagero do fim-de-semana, fiz um treino curto e lento para me aperceber como andava.

5 km – 33 min.

Foi mais lento do que o normal e até me senti bastante bem tendo em conta dos kms que fiz a mais no domingo.

Dia 7 – 11 km

Sai de casa com ideia de mais um treino soft

11 km – 66 min.

Foi um treino agradavel sem adrenalina. Começei e acabei em ritmo de passeio.

Dia 9 – 11 km

Iria fazer um treino com a mesma distância, com o mesmo percurso mas com um ritmo um pouco mais vivo que o treino anterior.

11 km – 61 min.

Neste treino já deu para notar as pernas um pouco cansadas. Tentei ir a um ritmo sem grandes variações e curiosamente nos últimos kms quando pensava que estava a perda, acontecia o contrario. Já não é a primeira vez que tal me acontece.

Dia 11 – 16 km

Para não perder muito tempo sai logo de casa a correr num percurso que me é bastante familiar: ir de Benfica até á Qtª das Conchas e voltar.

16 km – 90 min.

Depois do aquecimento tentei estabilizar o ritmo nos 5:35/5:45 min./km. O local escolhido não é muito facil (existem poucas partes planas e muitos cruzamentos) e algumas vezes era dificil manter o ritmo. Pode-se dizer que foi um treino positivo, mesmo não correndo a 100% como pretendia.

29 de Março a 2 de Abril – 2 treinos.

Posted in Treino with tags , on 5 de Abril de 2010 by José Pedro

Dia 30 – 8 km

Aproveitando as férias escolares da Páscoa, resolvi retomar um percurso que conheço bastante bem: Benfica-Venda Nova-Alfornelos-Benfica.

8 km – 45 min.

Foi um treino muito suave feito a ritmo lento. Senti as pernas cansadas e só a partir dos 5 km é que me soltei um pouco e aumentei o ritmo.

Dia 1 – 8 km.

Voltei ao local do treino anterior.

8 km – 45 min.

O treino foi muito idêntico ao anterior. Senti-me bem e deixei-me ir embalado pelo ritmo de passeio. No sábado é dia de corrida e não queria desgastar-me sem motivos de força maior.