Archive for the Melhores tempos. Category

Meia-Maratona dos Descobrimentos 2013 – caiu um RP com mais de 3 anos

Posted in 2013/2014, As minhas corridas, Melhores tempos. with tags , , , , on 9 de Dezembro de 2013 by José Pedro

Domingo foi dia de meia-maratona! Levantei-me cedo e deu logo para ver que ia ser uma manhã bastante fria. Lá fora estava nevoeiro que não deixava o sol aquecer o corpo e o frio fazia-se sentir com bastante intensidade (1,5º C).

Cheguei cedo a Belém, preparei-me calmamente e fui ter com  o Vital, outro companheiro destas andanças.  Depois de um bom e demorado aquecimento, posicionamo-nos na linha de partida prontos para mais uma corrida.

Tentei iníciar a prova com um ritmo calmo e confortavel. Logo na subida para o Restelo, perdi a companhia do Vital. O ritmo dele era mais vivo e pretendia resguardar-me. Fiz os primeiros 2 kms sem grande esforço e aproveitei a descida para aumentar o ritmo e estabilizar assim que chegasse ao terreno plano. O corpo já estava quente e as pernas iam respondendo bem ao esforço pedido.

5 km: 24:07 min.

Os primeiros 5 kms foram feitos tranquilamente e com o ritmo constante. Avistei o Vital a uns 150 metros mais à frente e fiz um esforço suplementar para o alcançar. Progressivamente fui-me aproximando até que o consegui estar na sua companhia. Ia tentar manter-me com ele o máximo tempo possivel já que o ritmo em que ele se encontrava era certo e podia-me levar a fazer um bom tempo.

10 kms: 47:18 min.

À passagem dos 10 kms verifiquei que estava a ganhar um minuto e meio ao meu anterior RP. Secretamente sabia que podia bater a minha marca anterior, mas tentei afastar essa ideia do pensamento. Ainda faltava mais de meia prova e muita coisa podia acontecer. Fui-me mantendo na companhia do Vital até à Ribeira das Naus. Assim que apanhei  o empedrado, o meu ritmo baixou, perdi o contacto e fiquei novamente a 100 metros atrás dele. Recuperei o ritmo e tentei nunca o perder de vista na esperança de o poder alcançar mais tarde. Depois do retorno, voltamos a apanhar o empedrado e novamente o meu ritmo baixou. Já foi mais difícil recuperar e perdi definitivamente o Vital de vista. A partir de agora estaria unicamente por minha conta.

15 kms: 1:11:18 min.

Aos 15 kms estava a ganhar mais de dois minutos ao meu antigo RP. Agora sabia que ele estava ao meu alcance e que dificilmente me ia escapar. A motivação estava em alta e as pernas iam respondendo bem. A partir dos 17 kms comecei a sentir o desgaste. Num esforço para não baixar o ritmo, fui tentando apanhar boleia de outros atletas que passavam por mim com um ritmo muito idêntico ao meu. Foi quase missão impossivel, não consegui sair do registo em que me encontrava e fiquei apenas preocupado em manter-me bem e evitar uma quebra abruta. O ritmo foi sempre certinho e apenas aumentou quando entrei na recta da meta para o sprint final.

Tempo oficial: 1:41:00 h.

Tempo Real: 1:40:18 h.

Fique bastante contente por finalmente o tempo da meia-maratona que já tinha mais de 3 anos ter caido por terra e por mais de dois minutos e meio. Sempre me dei bem com o frio e domingo estava em dia sim!

 

Anúncios

Corrida Internacional 1º de Maio 2013

Posted in 2012/2013, As minhas corridas, Melhores tempos. with tags , , , on 2 de Maio de 2013 by José Pedro

Corrida1Maio

Pela 2ª vez participei na Corrida Internacional do 1º de Maio.

Sai cedo de casa, fui levantar o dorsal e dei uma volta pelo Estádio para ver o ambiente. Enquanto passeava calmamente, veio à memória a minha primeira e unica maratona que começava e terminava naquele mesmo local. Ando cheio de vontade de repetir a “gracinha”.

Com o aproximar da hora da partida, fui-me equipar, alongar e aquecer um pouco os músculos. Enquanto estava no aquecimento tentava perceber como me sentia fisícamente, que estratégia ia ter tendo em conta que ainda sentia o desgaste de Cascais e a dureza da parte final da corrida. Fui para a linha de partida, meti-me no fundo do pelotão e decidi que os primeiros 2/3 kms iriam decidir como iria ser a resto da corrida.

Foi dado o tiro de partida. ainda não tinha cruzado a linha de partida e já os primeiros atletas estavam a sair do estádio. Tendo tantos atletas à minha frente, sai calmante para tentar perceber qual seria a melhor maneira de entrentar os 15 kms que tinha pela frente. Os primeiros 2 kms forma muito relaxados, mas depois senti as pernas a puxar e rápidamente estava a  fazer 4:40 min./km de uma forma natural.

5 kms: 24:14 min.

Sentia-me bem e cheio de força. Assim que cheguei ao Saldanha embalei ainda mais na descida vertiginosa até à Praça do Comercio um ritmo a rondar os 4:30 min./km. Como tudo o que desce tem que se subir, ao entrar na Rua da Prata, iniciou-se uma subida de 4 kms até ao Areeiro. Tentei manter o mesmo ritmo da descida e na fase ínicial da subida ainda fui conseguindo, mesmo com algum esforço,

10 kms: 46:45 min. 

À passagem pelo 10º km senti o ritmo a baixar. A inclinação era mais acêntuada, as forças já não eram as mesmas e a minha preocupação foi não perder muito tempo mas também não me desgastar em demasia. Lutei para manter o ritmo constante durante o que restava da subida mesmo sendo um pouco complicado devida à inclinação na parte final entre a Alameda e o Areeiro. Assim que acabou tão dura dificuldade, respirei um pouco e tentei novamente meter um ritmo mais vivo. Forçei um pouco mais nos últimos 2 kms. A meta estava mesmo ali e não queria perder a oportunidade de terminar com um bom tempo. Entrei no estádio e olhei para o relógio, ia mesmo conseguir fazer um bom tempo a nível pessoal em tão dura corrida.

Tempo Real: 1:09:45 h.

Tempo Oficial: 1:10:00 h.

Caíu o meu RP da distância que já durava à 3 anos. Consegui fazer o que nunca pensei ser possivel, dois RP em uma semana e meia.

Clássica Cascais-Oeiras-Lisboa 2013

Posted in 2012/2013, As minhas corridas, Melhores tempos. with tags , , , , , , on 23 de Abril de 2013 by José Pedro

Domingo participei pela primeira vez nesta clássica. Depois de mudar de local de treinos e de um novo plano de treinos adaptado à nova realidade, estava curioso para saber qual seria o resultado.

Levantar cedo, tomar um bom pequeno almoço e lá vou eu ter com os meus companheiros de “guerra” a Belém. Apanhamos o comboio e rápidamento estavamos no Monte Estoril.

ClassicaCascaisLisboaPartida

Partida no Estoril

Ida ao wc, alongamentos, aquecimento cuidado e já estavamos prontos para ir em direcção a Lisboa. Cada um de nós tinha o seu objectivo, como tal, cada um ia no seu ritmo e voltavamos a encontrar-nos no final.

ClassicaCascaisLisboa-Estoril

1ª subida no Estoril

Depois de um minuto de silêncio em memória das vitimas da Maratona de Boston, foi dado o tiro de partida. Saí bastante contido no ritmo, queria ver como me sentia e depois adaptar-me da melhor maneira. Depois de percorrer os primeiros dois quilometros a 5 min./km, como me sentia bem, resolvi ir aumendo gradualmente o ritmo. Aos 4 kms consegui colar-me a um grupo dos “Amigos da Corrida”. O grupo era comandado por um grupo de veteranos com um ritmo certo e muito parecido com o que pretendia para mim.

5 km – 23:50 min.

Sentia-me bastante bem e o ritmo imposto pelos “Amigos da Corrida” servia perfeitamente os meus objectivos. Aos 9 kms apareceu a primeira dificuldade do percurso, ao chegar à subida da Praia de Santo Amaro fui obrigado a baixar o ritmo e assim perdi o contacto com o grupo. Deixei-me ir ao meu ritmo tentando não me desgastar já com a ideia de recuperar na descida que iria aparecer logo de seguida.

10 km: 47: 18 min.

Depois de recuperar forças e refrescar-me com o abastecimento, recuperei o ritmo e consegui colar-me novamente ao grupo que tão util estava a ser, não só para controlar o ritmo, mas também para me proteger do vento que aparecia a espaços. A prova estava a correr bastante bem, mas a principal dificuldade ainda estava para aparecer. Aos 14,5 kms, em Caxias, tive que enfrentar uma subida bastante dificil. Aí, descolei de vez do grupo e tentei ir ao meu ritmo, mesmo sentindo muitas dificuldades.

15 km 1:11:17 h.

Foi complicado recuperar do desgaste da subida. mesmo tento uma boa descida logo a seguir para o fazer.Fui obrigado a baixar o ritmo, mas ia conseguindo ir muito certinho. O sol ia castigando, a distância que separa Algés de Belém parecia um deserto interminavel. O que previa aconteceu e aos 18,5 km o corpo começou a dar de si. A muito custo lá ia mantendo o ritmo abaixo dos 5 min./km e só desejava ver o portico da meta no horizonte. Quando finalmente o vejo, ainda tive forças para esboçar um spint e terminar a prova com um novo RP.

ClassicaCascaisLisboa-Meta

Chegada em Belém.

Tempo Real: 1:35:03 h

Tempo Oficial: 1:35:38 h

Sai muito desgastado, mas com um enorme sorriso nos lábios. Para além de ter conseguido um novo RP na distância, senti-me bastante confortavel e mesmo quando senti dificuldades nos ultimo 1,5 km o ritmo não baixou de uma forma drástica. A mudança de plano de treinos e de local dos mesmos até foi benéfico.

19 de Fevereiro de 2012 – 20 km Cascais 2012

Posted in 2011/2012, As minhas corridas, Melhores tempos. with tags , , , on 20 de Fevereiro de 2012 by José Pedro

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Depois de estar práticamente dois meses sem participar em corridas e andar a treinar um pouco conforme a corrente, lá fui testar a minha forma em Cascais. A corrida não é das mais faceis e fui com o pensamento que qualquer quer que fosse o resultado não seria mau devido ás circunstâncias.

Chequei relativamente cedo a Cascais, fui dar uma volta pelo local de partida para tomar o pulso ao ambiente e meia-hora antes da partida fui-me equipar e proceder a um lento aquecimento.

A 5 minutos do tiro de partida coloquei-me propositadamente na cauda do pelotão. Queria sair calmamente e com ritmo controlado e assim foi. O primeiro quilometro foi feito em 5:45 minutos. Nos primeiros 5 kms tentei ir sempre num ritmo confortavel e evitei ao máximo os zig-zag que tanto desgasta devido ás constantes mudanças de velocidade.

5 km – 25:48 min. (5:10 min./km)

Com o ritmo certo, os quilometros foram passando sem grandes dificuldades. Á passagem dos 6 km, entrando na estrada para o Guincho, aumentei o ritmo um pouco aproveitando a pequeno declive que me era favoravel. A partir dos 8,5 km apareceu o pior obstaculo que esta corrida tem: o vento contrário. A certa altura pareceu que estava a correr parado e a velocidade diminuia. Tentei manter o mesmo esforço para não sofrer um grande desgaste pelo menos até ao retorno.

10 km – 49:52 min. (4:49 min./km)

Tentei lutar com o vento até aos 12,5 km. A partir daí teria-o como aliado, aproveitando esse facto tentei por um ritmo mais vivo. Sem o vento, as subidas mais pareciam descidas e progressivamente ia aumentando o ritmo, sempre sem chegar a um nível que pudesse desgastar-me em demasia.

15 km – 1:13:22 h. (4:53 min./km)

Já sentia algum desgaste, mas ia conseguindo manter o ritmo estavel. Assim foi até a uma subida mais inclinada á passagem dos 17 kms. Abrandei até não sentir que estava a esforçar e tentei porpar as forças para depois de ultrapassar esta dificuldade. No final da subida, recuperei o folego por umas centenas de metros e tentei meter novamente um ritmo vivo. Sabia que o últimos 2 kms são quase sempre a descer e queria aproveitar-me desse factor favoravel. As forças já estavam a faltar, mas a motivação manteve-me na luta por um bom tempo. Cortei a meta bastante satisfeito por ter tirado 1:12 minutos ao meu antigo tempo nesta distância e nesta mesma corrida!

Tempo Real: 1:36:38 h (4:50 min./km)

Tempo Oficial: 1:38:12 h

Melhores Tempos!

Posted in Melhores tempos. with tags , , , , , on 8 de Abril de 2009 by José Pedro

tempo

5 Km:

Corrida da RTP – Março 2008

20:25 min. (4:05 min./km)

6 km:

Corrida S. Domingos – Janeiro 2009

25:05 min. (4:11 min./km)

10 km:

G. P. da Páscoa – Abril 2010

44:38 min. (4:27 min./km)

15 km:

Corrida Internacional 1º de Maio – Maio 2013

1:09:45 h. (4:39 min./km)

20 km:

Classica Cascais – Lisboa – Abril 2013

1:35:03 h. (4:45 min./km)

Meia-Maratona:

Meia-Maratona dos Descobrimentos – Dezembro 2013

1:40:18 h. (4:45 min./km)

Maratona:

Maratona de Lisboa – Dezembro 2011

3:55:22 h. (5:35 min./km)