Treino para a Maratona do Porto – 8ª Semana

CaminhoSantiagoPortuguêsAlhandaVFXira6

Semana 8 – Treino 26 (Quarta, 30 de agosto): 16 x 400 mt c/ 30 seg. rec. (10,35 km) – 56 min.

Neste treino regressei às séries curtas. Tendo em conta que ia ser duro, fiz um bom aquecimento e de seguia iria tentar ser o mais consistente  possível em cada série. Tentei meter o ritmo das provas de 5 km (4:44, 4:49, 4:39, 4:43, 4:43, 4:39, 4:39, 4:36, 4:42, 4:37, 4:24, 4:35, 4:28, 4:33, 4:34, 4:38 min./km) na maioria das séries. Tive sempre a condicionante do piso que ia alterando e do vento forte que se fazia sentir, umas vezes a favor e outras contra. Foi um treino duro, mas que deu para perceber que a minha forma física está a no bom caminho.

Semana 8 – Treino 27 (Quinta, 31 de agosto): 10 km – 1:01:55 h

Depois da tareia do dia anterior, este treino queria-se calmo e em ritmo baixo. Tive que me controlar, mesmo em ritmo baixo foi mais rápido que o normal e sempre em contenção.

Semana 8 – Treino 28 (Sexta, 1 de setembro): 2 x 5 km c/ 3 min. rec. (13,5 km): 1:13:47 h

A seguir ao aquecimento iniciei o meu treino de séries longas. Tentei andar no ritmo de prova de 10 km ( 4:59, 5:05 min/km) mas foi muito complicado. Ainda consegui fazer alguns quilómetros dentro do previsto, mas o vento forte não me deixou fazer melhor e também não queria sofrer um desgaste desnecessário.

Semana 8 – Treino 29 (Domingo, 3 de setembro): 26 km – 2:23:45 h

Desde de 2013 que não fazia tantos quilómetros de uma só vez. Tentei ter uma abordagem cautelosa, mas estava a ser muito complicado. O corpo tinha sempre tendência a aumentar o ritmo e a minha cabeça sempre a por um travão. Houve uma altura que desisti desta luta e deixei o corpo mandar. Durante largos quilómetros andei entre os 5:20 e os 5:25 min./km sem grande esforço. À passagem do quilómetro 23 comecei a sentir algum desconforto no pé esquerdo. Parei durante algum tempo, fiz alguns alongamentos e continuei num ritmo mais moderado. Terminei o treino com dores, mesmo não sendo muito fortes incomodam e metem-me apreensivo ao que pode ser. Vou descansar o máximo possível, fazer os tratamentos tradicionais e esperar que as dores passem rapidamente.

Foto: https://wayofsaintjamescaminhodesantiago.blogspot.pt/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: