2ª Corrida S.E.M – uma tarde para esquecer!

2ªCorridaSEM

A participação de um atleta numa corrida é muito mais que  ir até um determinado local, correr uma determinada distância, cruzar a linha de chegada e está feito!

Numa primeira fase é preciso olhar para o calendário das corridas, escolher uma determinada corrida que pretendemos participar, fazer a inscrição, fazer um plano de treinos de acordo com os nossos objectivos e marcar essa parte do dia como indisponíveis para outro tipo de actividades que podiam-nos tentar tanto ou mais que a corrida.

Todo o atleta sabe que existe uma logística no dia da  corrida. Tentar descansar, ter cuidado com as refeições no próprio dia, preparar o equipamento de acordo com o percurso e condições climatéricas, sair de casa cedo para evitar o stress de chegar em cima da hora, planear a vida pessoal para que não seja prejudicada pelo nosso ” vicio “…

Resumindo, nesse dia toda a nossa vida gira à volta da corrida.

Mas este discurso todo tem uma finalidade: a 2ª Corrida S.E.M.

Resolvi inscrever-me nesta corrida para abrir a época desportiva porque conseguia juntar duas coisas que faz muito sentido estarem juntas: a corrida e o lado solidário.

Mesmo sabendo que ia estar muito calor e que o meu donativo para uma causa justa já estava entregue, resisti à tentação de ir treinar pela fresca e mantive a minha participação na corrida.

Almocei cedo uma refeição ligeira a pensar no esforço que ia ter. Saí de casa com bastante antecedência para poder estacionar o carro, chegar a horas de fazer os meus alongamentos e aquecimento de modo a poder estar pronto na linha de partida a horas.

À hora que era suposto dar o tiro de partida, a estrada não estava interrompida e nem o pórtico estava montado. O tempo foi passando e nada de inicio da corrida.

O meu corpo foi arrefecendo do aquecimento que tinha feito e a mente começou a ficar num reboliço devido aos compromissos que tinha assumido após a corrida. Um momento que devia ser de descontracção saudável e de convívio transformou-se aos poucos em stress e ansiedade.

Meia hora depois da hora marcada para o tiro de partida fui-me embora chateado, frustrado e irritado o que não devia acontecer quando uso a corrida para fins completamente opostos.

Felizmente os compromissos que tinha assumido para depois da corrida conseguiram-me relaxar, mas não apagaram a minha frustração de ter perdido uma tarde em vão, stress que me causou e principalmente por ter impedido de fazer uma actividade que tanto gosto.

Ficou uma preciosa lição, devia seguir os meus instintos e posso ser solidário de maneira diferente.

Hoje para me vingar vou fazer um super-treino no paredão da marginal!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: