Uma pedra no meu caminho.

pedranocaminho

Nem imaginam o que uma simples pedra no caminho  pode fazer na vida de um corredor.

Estava quase no fim de mais um treino para a maratona, quando meto um pé em cima de uma pedra. Perdi o equilibrio e torci tanto o tornezelo como o joelho. Abrandei o ritmo e aparentemente tudo estava normal e terminei o treino.

No dia seguinte senti que o joelho não estava a 100%, mas também não era nada de preocupante. Dei-lhe dois dias de descanso e domingo fui fazer o meu treino longo da semana. Fiz a primeira parte do treino muito lento a tentar perceber como estaria o joelho. Depois de 10 kms sem queixas, apertei um pouco no ritmo. Tudo correu bem até aos 24 kms, nessa altura tive uma dor já familiar. Abrandei o ritmo, a dor passou e fui a trote até chegar ao carro.

Depois do corpo arrefecer, senti o joelho como já não sentia à 5 anos. O meu problema com o joelho tinha voltado e logo na pior altura da época (se é que existe uma altura boa). Não chegou à pior fase como aconteceu anteriormente o que  obrigou-me a parar 2 meses, mas é bastante incomodativa e preocupante.

Por muito que me custe, resolvi parar, fazer umas mezinhas caseiras e tentar resolver o problema o mais depressa possivel. A Meia-maratona de S. João das Lampas está à porta e a Maratona de Lisboa ao virar da esquina.

Agora preciso ter mais cabeça que coração!

15 Respostas to “Uma pedra no meu caminho.”

  1. Puxa!!! Que pedra heim ! Muita calma nessa hora, que vai dar tudo certo! Desejomuma breve recuperação ! Abraço
    Vanessa

    http://www.nossodiariodetreino.wordpress.com

  2. O desejo duma rápida recuperação. Força!

  3. Rápidas melhoras! E pensamento positivo.
    Beijinhos

  4. Um entorse, por mais simples que possa parecer é sempre complicado. Votos de rápida recuperação.
    Abraço.

    • Não foi o entorse que me deixou assim. Já tenho um problema antigo nas cartilagem e quando rodo em demasia o joelho dá logo sinal.
      Obrigado pela tua atenção.
      Abraço

  5. Rápidas melhoras. Vai tudo correr bem.

    Beijos

  6. Anabela Rodrigues Says:

    Ops!… Cuidadinho… Mais vale ir agora com calma para que a recuperação seja bem feita. É como dizes: mais cabeça que coração.
    Força e votos de rápidas melhoras!

    • A vontade de calçar os ténis e voltar a sentir o vento no rosto é muita, mas prefiro perder um dia de treino do que perder 1 mês.
      Obrigado pela força.

  7. Zé, votos de boa recuperação! Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: