26 de Setembro de 2010 – 11ª Meia-Maratona de 2010.

Domingo foi mais um dia de corrida! Levantei-me cedo, fui ter com uns amigos que iriam participar na mini-maratona e lá fomos em direcção ao Parque das Nações apanhar o autocarro que nos iria levar para a linha de partida em cima da Ponte Vasco da Gama.

Chegamos uma hora antes do tiro de partido. Aproveitei para ir ao wc, ficando assim mais leve e fiz um ligeiro aquecimento. O espaço existente não dava para mais.

Finalmente foi dado o tiro de partida ás 10:30h. Sai calmamente e deixei-me levar pelo ritmo imposto pela multidão. O 1º km foi feito em 5:20 min e sabia que seria dificil meter o meu ritmo antes dos 3 /4 km a estrada ia estreitar á saída da ponte e ainda havia muitos atletas juntos. Optei por não fazer o abastecimento no 3º km, achei que era cedo demais e não queria meter-me naquela enorme confusão. A partir daí tentei aumentar um pouco o ritmo até chegar ao ideal para acabar a corrida sem problemas.

5 km – 24:43 min.

Passei aos 5 km com 20 segundos a mais do que tinha previsto. Como me sentia bastante confortavel deixei-me ir no ritmo que tinha imposto e não corri o risco de acelarar para mais tarde pagar a factura.

10 km – 48:48 min.

Consegui passar aos 10 km dentro do tempo máximo que tinha previsto e logo a seguir ia ter um teste ao ritmo imposto Aos 11 km tinha que subir o viaduto de Stª Apolónia. Fiz sem forçar muito e na descida optei por descomprimir para voltar ao ritmo no terreno plano. No viragem para o regresso noto que tenho agora o vento de frente e aos 14 km volto a enfrentar a subida do viaduto. Novamente a fiz nas calmas e recuperar na descida.

15 km – 1:12:52 h.

Á passagem dos 15 km já estava a ganhar alguns segundos ao tempo máximo que tinha previsto. Agora era tentar não ter nenhuma quebra. Mas não consegui evitar, depois do abastecimento sólido aos 16,5 kms, descontrolei a respiração e com ela também baixei o ritmo. Tentei que a quebra não fosse muito grande e tentei recuperar forças para voltar ao ritmo logo após a subida que ia dar ao Parque das Nações. Felizmente aos 18 km voltei a sentir-me bem e voltei ao ritmo anterior e a recuperar tempo

18 km – 1:27:35 h.

Passei aos 18 km ainda com alguns segundos de vantagem em relação ao tempo de passagem para o meu PB. Tentei a todo o custo não baixar o ritmo e controlar o esforço para os últimos 3 kms. Houve uma altura que o corpo me pregou um susto, estava a custar-me imenso e parecia que ia “morrer na praia”. Mas era puro engano, o meu relógio indicava-me que estava a aumentar o ritmo e a ganhar tempo. Tentei manter até a 500 mt. da meta e fiz um último forcing nos últimos metros e conseguir alcançar o meu objectivo.

Tempo oficial: 1:43:56 h.

Tempo Real: 1:42:49 h.

Depois de dois anos e meio consegui finalmente bater o meu PB na distância o que me deixou bastante satisfeito por não ter tido muitas oscilações durante todos os 21 kms.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: