Arquivo de Agosto, 2008

Corrida do Tejo 2008

Posted in Calendário de Corridas, Dicas with tags on 29 de Agosto de 2008 by José Pedro

Ontem recebi o convite para participar na Corrida do Tejo 2008 e nos treinos no Estádio Nacional com algumas figuras do atletismo Portugues.

Fui evadido por uma certa fustração por saber que as possibilidades de participar são poucas.

Para mais infornações fica o site oficial:

http://www.corridadotejo.com/

Calendário de Corridas – Outubro 2008

Posted in Calendário de Corridas, Dicas with tags on 29 de Agosto de 2008 by José Pedro

 

5 – Corrida de Sesimbra – 10 km.

5 – G. P. Amaros Joalheiros na Amadora Amadora – 10 km.

12 – Corrida do Monge em Janes – 11,5 km.

19 – Corrida do Tejo entre Algés e Oeiras – 10 km.

25 – 20 km de Almeirim

26 – G. P. José Araujo em Campolide – 10 km.

 

Aqui está o calendário de Corridas em Lisboa e arredores.

Espero não me ter esquecido de nenhuma.

28-08-2008 – Treino ligeiro Benfica – Alfornelos

Posted in Treino with tags on 29 de Agosto de 2008 by José Pedro

Ontem foi mais um dia de treino ligeiro entre Benfica e Alfornelos.

Foram 35 minutos de corrida muito lenta e sempre a evitar subidas e descidas muito acentuadas.

Até ir á colsulta os meus treinos vão ser todos muito parecidos. A ideia é não forçar para não agravar a dor que tenho e tentar manter a massa muscular.

A importância de um bom aquecimento.

Posted in Dicas with tags , on 28 de Agosto de 2008 by José Pedro

Quando uma pessoa inicia um exercício físico, o organismo sofre transformações no funcionamento para adaptar os órgãos a essa mudança. Coração, pulmões, músculos e circulação passam por modificações que, dependendo dos antecedentes e hábitos, resultarão em maior ou menor eficácia na produção de energia. Essa fase inicial é de fundamental importância para qualquer tipo de atividade física.

Para que ocorra uma perfeita adaptação ao exercício, é recomendável que o início da atividade seja lento e suave. Movimentos bruscos e rápidos são contra-indicados nessa fase de ajustes. O aquecimento prepara o atleta fisiológica e até psicologicamente para um evento e pode reduzir as chances de lesão articular e muscular. O processo de aquecimento alonga os músculos e, portanto, permite alcançar um maior comprimento quando uma força é aplicada.

Fazem parte desse aquecimento exercícios de alongamento, trotes leves e suaves e exercícios articulares de amplitude (passadas mais largas em um percurso plano e reto). Nesse aquecimento os músculos específicos devem ser utilizados de forma a simular a corrida e a produzir toda a amplitude dos movimentos articulares.

O aquecimento deve ser gradual e suficiente para aumentar a temperatura muscular e central, sem causar fadiga nem reduzir as reservas de energia. É claro que isso varia de pessoa para pessoa. Um bom aquecimento para um atleta olímpico pode levar à exaustão uma pessoa que se exercita por lazer

O que custa mais???

Posted in Desabafos with tags , , on 28 de Agosto de 2008 by José Pedro

O que custa mais a um atleta lesionado?

Serão as dores ou não poder treinar e assim não chegar aos objectivos propostos?

A mim custou-me imenso não ter treinado durante tanto tempo e pior vai ser se for operado.

Durante 2 meses só pensei quando é que poderia voltar a calçar os tenis e ir devorar kms atrás de kms.

Nem quero olhar para o calendário de provas. Fico muito triste por saber que não posso aceitar o desafio de as superar e de não poder usufuir do agradavel convivio entre atletas.

Nunca mais vejo a hora de correr sem medos e de conseguir as minhas pequenas vitórias: chegar ao fim!

Regresso aos treinos…

Posted in Lesão, Treino with tags on 28 de Agosto de 2008 by José Pedro

Depois de 2 meses praticamente parado devido a dores no joelho direito, 3ª feira voltei aos treinos.

Sei que não estou a 100 %.

Tenho uma consulta marcada para verificar o que se passa com o meu joelho porque as dores ainda não se foram embora.

Foi uma corrida ligeira (jogging), principalmente para não estar parado e para fortalecer os musculos do joelho.

Na pior das hipóteses tenho que ser operado, mas até ter certezas vou teinar sem forçar.